Reiky Essênio

Reiky nada mais é do que a condução de fluido vital, através das mãos, direcionada pela intenção do terapeuta aplicando o Reiky, para cura.

É preciso tomar muito cuidado para que o terapeuta de Reiky não doe de si mesmo, sendo apenas o “condutor” do fluido vital, como também correr o risco de absorver energeticamente, o desequilíbrio do paciente.

Existe uma Divina Trindade na Terapia Reikyana. A efetividade do Reiky é proveniente de uma alquimia entre (A) o grau de confiança de cada terapeuta; (B) da sua abnegação quanto a se esvaziar de si mesmo durante o tratamento e (C) do auto-retrato mental que o paciente tem de si mesmo.

O equilíbrio entre esses 3 componentes é vital durante o tratamento.

E por quê?

• O grau de auto-confiança de cada terapeuta- FÉ de que é merecedor de ser um condutor do fluido vital ou divino: se houver alguma conflito sobre isso, bloqueios durante a canalização do fluído vital podem ocorrer. Quando isso ocorre, o terapeuta doa de si (péssimo por vários motivos que explicarei em outro post), ao invés de ser apenas um condutor.

• Da sua abnegação quanto a se esvaziar de si mesmo durante o tratamento: durante o tratamento, podem ocorrer orientações internas da parte do terapeuta, quanto a permanecer em certas posições com as mãos por mais tempo, ou fazer certos movimentos. Manter a mente limpa também ajuda a entrar em sintonia com o corpo do paciente (o terapeuta passa a sentir certas sensações no próprio corpo, que o ajudam ter insights sobre a saúde física, emocional e mental do paciente. Mensagens para o paciente podem ser transmitidas via terapeuta, portanto, é importante manter a mente limpa de pensamentos para que uma sintonia mas profunda com o plano divino possam ocorrer, livres de “interpretações” pessoais.

• Do auto-retrato mental que o paciente tem de si mesmo: mais vezes do que nunca, o paciente pode trazer em si, a nível inconsciente, um auto-retrato fatalista de doença ou de não merecimento da cura.

É uma boa prática se conectar a uma egrégora espiritual antes e durante o tratamento. Eu, particularmente, me conecto com a egrégora espiritual a que tenho mais afinidade, que é a Essênia.

Os Essênios foram uma seita judaica ascética, que por sua vez teve origem nas Grandes Escolas de Mistério, do Egito, A Fraternidade Branca.

O termo essênio provem da “essenoi” que significa curadores ou médicos. Na Grécia, eles eram chamados de Therapeutés.

Sempre existiu uma crença que Jeshua ben Joseph foi um iniciado dos Essênios. Naquela época, na região da Palestina, existiam 3 grandes comunidades Essênias. Uma delas se chamava Os Nasarenos. . Com a descoberta dos “Pergaminhos do Mar Morto”, foi constatado que isso não era apenas uma simples crença, mas sim um fato.

Muitos eruditos bíblicos concordam que é provável que a maioria dos seguidores de Jesus vieram de comunidades essênias. Essênios viviam em cidades como Jerusalém e aldeias comunais, como aquela em Qumran, aonde os pergaminhos foram descobertos.

Continua…..

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: